Preenchendo o gap de competências de dados em T&D: O que precisamos para sermos bem sucedidos

Preenchendo o gap de competências de dados em T&D: O que precisamos para sermos bem sucedidos

fonte: LEO Learning

por Kathryn Nixon

Precisamos preencher a lacuna de habilidades em coleta e processamento de dados em T&D para ter sucesso em medir o impacto da aprendizagem. Esta foi uma das mensagens claras do terceiro workshop sobre o impacto da mensuração do aprendizado nos negócios, que aconteceu no histórico Royal Institution, em Londres.

Quarenta e quatro participantes de organizações líderes de diversas indústrias se juntaram a nossos parceiros para uma sessão estimulante de colaboração, discussão e insight.

Juntamente com atividades práticas para ajudar nossos participantes a alcançar o próximo estágio de suas jornadas de medição, ouvimos os principais nomes da indústria, incluindo o chefe de conteúdo de pesquisa e desenvolvimento da CIPD, Andy Lancaster. Andy falou sobre os desafios que as equipes de T&D estão enfrentando atualmente para aperfeiçoar e fornecer estratégias de medição de aprendizado. Ele também ofereceu algumas ideias sobre maneiras de começar a preencher a lacuna de habilidades em coleta e processamento de dados nos departamentos de aprendizagem e desenvolvimento.

 

Por que precisamos preencher as lacunas de habilidades em dados em T&D

Como os resultados do segundo ano da pesquisa sobre a importância da mensuração do impacto do aprendizado nos negócios demonstram, as equipes de Learning & Development estão cada vez mais sentindo a pressão para medir o impacto de suas ações de aprendizagem.

As diretorias executivas das empresas agora estão exigindo evidências do valor dos gastos com T&D. Isso significa que as equipes de treinamento e desenvolvimento precisam fornecer evidências demonstráveis do valor de seus programas de aprendizado.

E quando se trata de medir o impacto nos negócios, como ROI e ROE, as equipes de T&D precisam de métodos mais avançados e baseados em dados para medir o sucesso dos treinamentos, em detrimento dos métodos mais qualitativos que atualmente podem estar utilizando.

Embora a T&D possa ser mais lenta para sentir os efeitos da transformação digital do que outras áreas do negócio, como Piers Lea, da LEO Learning, enfatizou no evento, a hora de começar é agora. Esse é o momento da área de Learning & Development acompanhar outros departamentos da empresa, como marketing, e aproveitar os insights orientados por dados para comprovar o valor de seu trabalho.

 

Qual é o tamanho do gap de habilidades em dados em T&D?

Durante sua sessão, Andy mencionou pesquisas publicadas recentemente da CIPD e Towards Maturity, que demonstram que a lacuna de habilidades em dados é significativa, mesmo em organizações de alto desempenho.

O relatório de produtividade e direcionamento de performance mapeou as habilidades de T&D consideradas “prioritárias” em relação à avaliação dos níveis de qualificação atual de sua equipe pelos respondentes – está claro que há uma lacuna significativa quando se trata de análise de dados. As habilidades com dados são a principal prioridade, mas a capacidade de processar estas informações não está no lugar – ainda.

Preenchendo o gap de competências de dados em T&D: O que precisamos para sermos bem sucedidos
4.7 (93.33%) 6 votes