Como o self vídeo pode mudar a comunicação entre empresas e o seu público?

Se há alguns anos era difícil nos comunicarmos em tempo real, hoje é surpreendentemente fácil estar presente em qualquer lugar a todo momento. O vídeo já existe há anos e não é novidade para ninguém, mas agora, ao invés de apenas assistirmos o que nos é oferecido, nos tornamos produtores de conteúdo.

O self vídeo é uma tendência que surgiu há pouco tempo, mais especificamente junto com os smartphones, que possibilitaram aos usuários o fácil acesso à câmera e Internet para compartilhar seus registros, principalmente em vídeos. Essa é uma tendência em crescimento e, segundo a Cisco, até 2020 a transmissão de vídeos vai responder por 75% de todo o tráfego de dados móveis da Internet.

Com o surgimento de apps como Snapchat, Periscope e Facebook Live, o self vídeo foi conquistando, cada vez mais, pessoas de diversas gerações. Além de fazer uma transmissão ao vivo, todos esses canais permitem que o usuário receba questões e comentários que podem ser respondidos em tempo real, possibilitando uma interação muito mais direta.

Há, ainda, empresas e famosos que utilizam o self vídeo para fazer entrevistas e bastidores, porque tudo acontece de forma mais imediata e ágil, aproximando o espectador daquela realidade. Um ótimo exemplo são os vídeos ao vivo que a NASA posta na página do Facebook com seus astronautas, que filmam tudo e transmitem online, direto para a plataforma, a todos os seguidores.

O self vídeo pode ter inúmeras funções e a eficiência varia de acordo com a qualidade da Internet e da tecnologia de transmissão. Para transmissões de eventos corporativos ou atividades mais profissionais, é sempre importante buscar uma empresa como a ISAT, que realiza transmissões ao vivo utilizando a tecnologia Adaptive Band. Essas transmissões são simultâneas e acontecem nos diferentes canais da Internet, que permitem à audiência assistir ao vídeo com a melhor qualidade, extraindo o melhor da banda de Internet e flexibilizando o acesso aos usuários.

Pensar nas experiências dos usuários e cuidar dos detalhes exigidos pelo lado corporativo também é importante, principalmente para eventos empresariais. Caso contrário, ao invés de atrair, acaba afastando os espectadores devido às dificuldades. Para criar experiências, engajar sua audiência e publicar e transmitir seus eventos digitais de maneira profissional, procure a ISAT.

Como o self vídeo pode mudar a comunicação entre empresas e o seu público?
Avalie o Post